2019 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento

 Litoterapia

Litoterapia,  terapia com cristais ou cristaloterapia para alguns, é uma modalidade de terapia energética, não invasiva, que atua no bem estar físico, mental, emocional e espiritual dos seres, baseando-se na premissa de que os cristais podem se harmonizar com as energias que fluem ao redor dos campos eletromagnéticos ou corpos sutis que cercam e permeiam o corpo físico, que incluem os corpos etérico, emocional e mental, coletivamente chamados de aura, assim como se relacionam com o ambiente ao qual pertençam.

 

O início da Litoterapia é desconhecido. No entanto, esta prática tem sido utilizada ao longo dos séculos, com referências desde, pelo menos, o Egito antigo, passando por várias civilizações, até mesmo com citações em livros sagrados de diferentes religiões, fosse na forma de talismãs, amuletos, cosméticos ou em rituais e práticas religiosas.

 

Atualmente, os cristais têm sido utilizados na nossa vida diária, bem como na investigação científica.  Quando um cristal é colocado em um relógio, por exemplo, a bateria envia uma carga constante através do cristal. O cristal absorve a carga e, em seguida, libera-o em uma taxa tão precisa que o relógio mantém o ritmo perfeito. São encontrados ​, também, em rádios, lasers e tecnologia digital (o próprio dispositivo que você está usando para ler isso!) entre muitas outras coisas.

Terapia holística é aquela que trata o ser humano como um todo, de forma integrada, seguindo, assim, os princípios do holismo, escola grega de filosofia que, segundo um de seus maiores expoentes, Aristóteles, acredita que “o todo é maior que a soma de suas partes.’
 

Essa abordagem terapêutica, portanto, considera que os aspectos físico, emocional, mental e espiritual de cada indivíduo formam um sistema, e seu objetivo é tratar a pessoa em seu contexto, concentrando-se não só nos sintomas, mas, também, nas causas das doenças. Esse sistema é único e interdependente; dessa forma, se uma parte não está funcionando corretamente, todas as outras serão afetadas gerando o desequilíbrio de todo o ser.


Cada órgão em nossos corpos tem um estado de higidez natural não só no que se que se refere ao funcionamento físico, mas inclui o emocional, mental e espiritual. As técnicas holísticas consideram os desequilíbrios - seja sob qualquer uma das formas citadas  – como uma ruptura do ser com a sua essência, com suas potencialidades, habilidades, aptidões, com seus talentos. Em última instância, há um distanciamento entre o corpo e a alma.


Os diversos tipos de tratamentos holísticos visam o reequilíbrio e harmonia do organismo, ao seu estado natural de funcionamento,
à cura. Nesse processo, reconhece-se que a cura de uma doença física pode ser não-física, que a pessoa não é a sua doença, que a causa do desequilíbrio deve ser tratada além de seus sintomas.
O tratamento envolve uma abordagem de estilo de vida, a fim de atingir e manter um bem-estar geral.


As terapias holísticas não são uma alternativa aos cuidados médicos convencionais, pelo contrário, são complementares a estes. A aliança das técnicas convencionais às holísticas/complementares/integrativas tendem a trazer maior alívio imediato aos “pacientes” e, por final, consciência e responsabilidade sobre si , que são a verdadeira cura.

Os cristais nos afetam

Nós somos energia. Tudo, de fato, é energia. Nossos corpos físicos são energias mais densas que vibram a uma taxa muito baixa e é por isso que podemos vê-las e sentí-las. No entanto, existem muitos outros seres energéticos e frequenciais que vibram em uma taxa muito maior que a maioria de nós,  que somos incapazes de ver a olho nu. Isso não significa que eles não existam.
 

Num nível microscópico, um cristal é uma rede de padrões geométricos repetidos, compostos por íons, átomos e moléculas comprimidas. Cada cristal tem sua própria carga eletromagnética original e a frequência energética de cristais e pedras preciosas está entre as mais altas da Terra. É com essa energia que a Litoterapia trabalha.  Tais cargas devem interagir com os centros de energia do corpo, os chakras, para remover os "bloqueios" e restaurar um fluxo saudável através do corpo e da mente.

 

Em nível celular, nossos corpos e o cristal de quartzo são compostos de dióxido de silício mineral. Devido a isso, somos naturalmente receptivos às vibrações dos cristais à medida que transmitem, refletem, armazenam luz e recebem energia. Quando os cristais são colocados diretamente sobre o corpo, eles emitem um poderoso efeito vibratório que é “absorvido” imediatamente.

 Terapia na pratica

Basicamente, vários cristais são colocados sobre e/ou em torno da pessoa para induzir relaxamento profundo, liberar estresse e dor e, ainda, promover o equilíbrio da energia dentro dos corpos físicos e sutis.


O tratamento leva cerca de uma hora e os cristais podem ser usados ​​isoladamente ou em padrões. Eles são colocados em locais de dor, em pontos de acupuntura (meridianos) ou em vórtices sutis de energia, os chakras.

A litoterapia de residência ou local de trabalho também é possível. Em ambientes, os  cristais trabalham para aumentar a vibração do local em que foi colocado, através de limpeza e harmonização energética. O Feng Shui, por exemplo, beneficia-se desse uso há séculos.

A cura

É importante notar que a palavra "cura", especialmente quando usado no contexto de saúde holística e terapia energética, não tem o mesmo significado da "cura" dos tratamentos médicos ortodoxos.

 

A cura, nesse caso, engloba o bem-estar do corpo,
da mente e do espírito. Na verdade, é possível que uma pessoa fisicamente saudável ainda tenha um baixo nível de bem-estar (se for cronicamente deprimido ou emocionalmente volátil, por exemplo) e para um doente terminal manter um nível de bem-estar relativamente elevado (se estiver em paz com suas circunstâncias e está gerenciando sua dor / deficiência no melhor de suas habilidades).

A Litoterapia, como todas as modalidades de tratamento por energia, funciona no corpo como uma unidade holística - no corpo, mente e espírito, e, portanto, seus efeitos serão sentidos e experimentados de uma maneira muito diferente do que com a medicina convencional. Como a energia do cristal atinge o corpo como um todo, os cristais trabalharão restaurando o bem estar de todo o corpo, incluindo os corpos sutis (os corpos energéticos, tais como os corpos mentais e emocionais).

Contudo, cristais nunca devem ser usados ​​em vez de remédios, pois são complementares ao tratamento convencional!

Sempre consultar um profissional de saúde para um bom diagnóstico e para determinar quais outras formas de tratamento podem ser necessárias e/ou benéficas.

 Medicina Vibracional
  por Dr. Richard Gerber

“As terapias complementares em geral, não são uma alternativa absoluta aos tratamentos convencionais. A medicina moderna, em pouco mais de 100 anos, desenvolveu tratamentos muito eficazes para uma variedade de doenças as quais pessoas morreriam até o início do século passado. Todavia, há limitações tecnológicas de muitas maneiras: o alto custo da medicina de hoje limita as pessoas ao  acesso ao atendimento de cuidados com a saúde; nas nações industrializadas, doenças degenerativas, como artrite, diabetes, câncer e doenças cardíacas não são curáveis, mas são apenas amenizadas pelos nossos tratamentos e, em muitos casos, os efeitos colaterais de alguns tratamentos são piores que a doença. O potencial não invasivo das terapias energéticas para beneficiar as pessoas a um custo menor  é fenomenal.

 

A Medicina Vibracional tem potencial para fazer a varredura do corpo não só para os estados da doença, mas também para uma pré-disposição para a doença, isto é, um distúrbio físico-energético  que levará a doença. Então, você não pode apenas pegar um distúrbio que é em nível físico, você pode realmente buscá-lo no nível energético sutil antes que ele até mesmos se manifeste como doença.

 

O tratamento pode ser os remédios homeopáticos, essências florais, acupuntura, ou pode envolver uma combinação destas modalidades, além de trabalhar com a alteração nutricional, mudanças de estilo de vida e mudanças de atitude e emocional.

 

A prática vibracional influencia a consciência individual, ajudando-os a ter uma visão sobre os fatores predisponentes para a criação de sua doença, ou o porquê da manifestação da doença neste momento em sua vida. O que eu descobri é que a força de cura mais poderosa no universo é o amor, o amor incondicional.

 

Quando você trabalha a partir desse nível, você começará a se abrir para toda a descoberta em auto exploração e transformação espiritual. Você começa um novo nível de cura, não apenas consertar o corpo, mas ajudar o indivíduo a crescer para uma nova compreensão de toda a sua vida e a sua consciência como um ser em evolução espiritual.”